Missão

Proporcionar uma melhor qualidade de vida aos clientes através da prestação de serviços que lhes permita uma maior autonomia, possibilitando-lhes assim um envelhecimento saudável. Garantir às famílias maior segurança no bem-estar físico, psíquico e social dos seus familiares. Visão Ser uma instituição de excelência e de referência na área da prestação de serviços sociais.

Valores

Exclusividade– Cada cliente é único e para ele direcionamos os nossos serviços;

Solidariedade – Prestamos um serviço solidário que permite que os clientes com necessidades as vejam satisfeitas;

Qualidade – Procuramos que a qualidade dos nossos serviços esteja de acordo com as expectativas dos clientes.

Política da Qualidade

O Centro Social Júlio Antunes tem como objetivo prestar serviços sociais, educativos e comunitários e promover a contínua satisfação dos seus clientes, colaboradores e associados. Assim como garantir o cumprimento dos requisitos legais regulamentados. Este compromisso define-se através dos seguintes resultados:

Excelência de serviços – O Centro Social Júlio Antunes aposta na excelência como forma de estar, concretizando todos os serviços que presta à comunidade através da capacidade dos seus dirigentes e colaboradores na procura de soluções que permitam uma integração mútua de objetivos, visando antecipar necessidades, procurando exceder expectativas.

Melhoria contínua dos serviços – O Centro Social Júlio Antunes com base nos requisitos relativos aos serviços, nos indicadores dos processos, nos resultados das auditorias, na eficácia das ações de formação, introduzidas e avaliadas através do Sistema de Gestão da Qualidade, estabelece e assegura uma melhoria contínua da eficácia do Sistema.

Sustentabilidade da Qualidade – O Centro Social Júlio Antunes aposta no relacionamento com os seus fornecedores que assumem compromissos de qualidade dos seus serviços e na envolvência dos colaboradores como forma de melhoria do seu desempenho, de forma a garantir um nível de vida de Excelência dos nossos clientes. Este é o compromisso assumido pela Direcção e garantido por todos os colaboradores.

Lista de Corpos Sociais - 2014/2016

MESA DA ASSEMBLEIA GERAL

Presidente: Dr. Adelino Marques Leitão………………………………………………Sócio nº 10

1º Secretário: Laureano da Silva…………………………………………………………..Sócio nº 16

1º Vogal: Telmo Dinis Lourenço Santos…………………………………………………Sócio nº 97

2º Vogal: Adelino Ferreira Mendes……………………………………………………….Sócio nº 9

 

DIRECÇÃO

Presidente: Maria da Luz Oliveira Antunes…………………………………………..Sócia nº 8

Vice-Presidente: Adelino da Silva…………………………………………………………Sócio nº 1

Secretário: Artur Margato……………………………………………………………………Sócio nº 248

Tesoureiro: Adelino Abreu João…………………………………………………………..Sócio nº 3

Vogal: Manuel dos Santos Ferreira………………………………………………………Sócio nº 4

Suplentes

Fernando Costa Gameiro…………………………………………………………………..Sócio nº 140

Américo Gameiro……………………………………………………………………………...Sócio nº 30

Conselho Fiscal

Presidente: Fernando Agostinho Pereira Neto………………….…………….Sócio nº 11

1º Vogal: Dr. Manuel Augusto Fernandes Ferreira……………………..…..Sócio nº 12

2º Vogal: António Maria Gameiro……………………………………………….…..Sócio nº 2

Suplentes

Mário da Costa Diogo………………………………………………………………………Sócio nº 20

Adelino Marques dos Santos……………………………………………………………Sócio nº 91               

A 5 de Junho de 1992 um grupo de Vermoilenses reuniu-se e deu o primeiro passo de uma longa caminhada. Três anos passaram, e, a 17 de Julho de 1995 foram publicados os estatutos que oficializaram a Instituição.

O início da actividade surgiria assim em Janeiro de 1998 com o Serviço de Apoio Domiciliário, numas instalações provisórias cedidas pela Sociedade Filarmónica Vermoilense.

A 8 de Agosto de 1998 foi lançada a primeira pedra para a construção das primeiras instalações, iniciando-se assim as funções nas novas instalações a 31 de Janeiro de 2000 sendo só inaugurado oficialmente as instalações a 21 de Julho de 2002. Com as novas Instalações vieram novos serviços, o Centro de Convívio e o Centro de Dia.

Mas o sonho do grupo de Vermoilenses não estava cumprido pois o seu principal objectivo era a construção de um lar de idosos para colmatar a carência e necessidade sentida pela população de um equipamento destes. Assim a 17 de Julho de 2005 foi lançada a primeira pedra para a construção do lar alargando assim as anteriores instalações.

O início da construção da Estrutura Residencial de Idosos (E.R.I.) – Lar foi a 9 de Abril de 2008.  A 19 de Junho de 2010 foram inauguradas as novas instalações para a valência de lar. Começando em funcionamento a 3 de Novembro de 2010.

Outro projecto surgiu - a construção de uma Creche para as crianças da nossa terra. A 19 de Junho de 2010 lançou-se a primeira pedra para a construção da creche. Construção financiada pelo programa PARES. A Creche abriu as suas portas no dia 19 de Setembro de 2011. E foi inaugurada a 17 de abril de 2012.

São dois empreendimentos que muita falta estavam a fazer nesta freguesia. São postos de trabalho que se criaram, mais vida comunitária activa na freguesia.

O Centro Social Júlio Antunes, continua a concretizar os objectivos para que foi criado, que era o apoio, quer à população idosa quer as famílias jovens.

Temos um total de 40 funcionárias ao serviço da instituição.

  • 1 Directora Técnica
  • 1 Assistente Social
  • 1 Animadora Sociocultural
  • 1 Fisioterapeuta
  • 1 Enfermeira
  • 1 Médico
  • 1 Administrativa
  • 2 Cozinheiras
  • 2 Ajudante de cozinha
  • 4 Ajudantes de Acção Directa 2ª
  • 3 Ajudantes de Acção Directa 1ª
  • 5 Ajudantes de Acção Directa 3ª
  • 9 Trabalhadoras Auxiliares
  • 2 Educadoras
  • 4 Ajudante de Acção Educativa de 2ª
  • 1 Ajudante de Acção Educativa 3ª